Facebook LinkedIn Twitter Youtube
back

Internet of Things World 2017

by Rafael Ferraz for Articles, Blog, News Leave a comment
Internet of Things World 2017

O Internet of Things World 2017, foi realizado no Centro de Convenções de Santa Clara, no coração do Vale do Silício, entre os dias 14 e 17 de maio. O evento reuniu centenas de empresas e líderes no espaço IoT. Com um novo visual para 2017, foram 3 dias de aprendizado, descoberta, festas e redes, é claro. Também estavam no evento mais de 150 startups e 250 expositores. E claro, destacamos aqui em nosso blog os 8 principais pontos chaves discutidos no evento.

  1. O interesse em IoT não diminuiu

Ao longo das salas de exposições, muitos representantes da indústria e líderes de pensamento estavam fazendo perguntas, compartilhando conhecimentos comerciais e trabalhando para entender as diferentes peças do ecossistema IoT. Era típico ouvir discussões sobre IoT celular, LPWAN, blockchain e edge computing.

  1. A indústria da IoT está começando a se concentrar na entrega de valor para o cliente

Chris Kocher da Gray Heron Venture Consulting instigou  as empresas, especialmente as startups,  “You would rather be selling aspirin than vitamins.”. É importante abordar pontos de dor reais ao invés de criar algo superficial. Chris enfatizou que a necessidade do cliente impulsiona tudo e que a IoT não é exceção.

  1. Ninguém pode fazê-lo sozinho

Lou Lutostanski, vice-presidente de IOT da Avnet, disse o melhor: “Estamos aqui para obter uma compreensão mais profunda dos parceiros no ecossistema e ver como nos ajustamos e como podemos usá-los para uma solução completa para múltiplos clientes”. As soluções Full IoT precisam de hardware, software e conectividade. Poucas empresas fazem tudo, então as parcerias são absolutamente essenciais para o sucesso na Internet das coisas.

  1. Edge/Fog Computing está em ascensão

Muitas empresas estão tentando derrubar o mecanismo de processamento/análise para o nível de Edge/Fog, em vez de enviar os dados para serem processados na nuvem. Edge/Fog Computing tem vantagens para aplicações em que o tempo de resposta é crítico ou para aplicações que precisam dados e não podem ter problemas de acessibilidade com a nuvem.

  1. Os casos de uso ainda estão se expandindo

Era comum ver muitas demos e protótipos demonstrando o valor do IoT em vários verticais. À medida que os sensores continuam a diminuir o custo e as redes específicas de IoT são lançadas, espera-se que o número de casos de uso aumente exponencialmente.

  1. A segurança é uma grande preocupação

John Maddison, vice-presidente de produtos e soluções da Fortinent, advertiu em seu keynote que o ransomware como o WannaCry também pode ser um alerta para o que pode acontecer com aplicações IoT.

  1. AI está se tornando um foco chave

Nos anos anteriores, o foco da IoT parecia ser em “conectar” coisas à Internet. Agora, estamos vendo um impulso para tornar essas coisas “inteligentes” combinando conectividade com um mecanismo de AI.

  1. Crescimento contínuo

Dez areas-chave irão impulsionar o crescimento na Internet das coisas: carros inteligentes, transporte inteligente, edifícios inteligentes, casas conectadas, auto-cuidados de saúde, cidades inteligentes, varejo, indústria, redes de energia e agricultura 2.0.

https://tmt.knect365.com/iot-world/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe!

[:pb]Konker no IoT Business Fórum 2017[:]
Prev post [:pb]IoT para pequenas e médias empresas[:en]How IoT can leverage small and midsize business[:]
Leave a comment

Um artigo publicado recentemente na IoT News destacou as principais vantagens para pequenas e médias…

[:pb]Konker no IoT Business Fórum 2017[:]
Next post [:pb]Konker no IoT Business Fórum 2017[:]
Leave a comment

No último dia 29 de junho, participamos do IOT Business Fórum, que aconteceu em São…

×

Desenvolvedores

×

×

×

×

×